Can-Am continua dominando após o 4º dia do Dakar nos UTVs

  • Duplas polonesas dominam  etapa, com vitória de Aron Domzala e Maciej Marton da equipe Monster Energy Can-Am 
  • Chilenos Francisco Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre seguem na liderança geral acumulada após ficarem em  lugar na etapa 
  • Menos de 10 segundos separaram os oito primeiros classificados na etapa de hoje 

 

 O dia com maior trecho em deslocamento do Rally Dakar, na Arábia Saudita, foi marcado mais uma vez por grande equilíbrio entre os UTVs. Foram 813 km no total, com vitória dos poloneses Aron Domzala e Maciej Marton, da equipe Monster Energy Can-Am. A festa dos poloneses na etapa ficou ainda mais completa com o  lugar da dupla Michal Goczal e Szymon Gospodarczyk, que também competem com Can-Am 

 

A prova desta quarta-feira teve 65% de trechos de areia, 31% de terra e 4% de dunas, portanto, foi um dia de velocidades maiores do que o dia anterior e menos sofrimento para os veículos pelo caminho. O trecho cronometrado teve um total de 337 km. 

 

Entre os brasileiros, a quarta-feira foi de outro bom resultado para o navegador Gustavo Gugelmin, campeão do Dakar em 2018, que atualmente compete em dupla com o piloto americano Austin Jones, também na equipe Monster Energy Can-Am. Eles fecharam o dia na 3ª colocação, apenas 4 segundos atrás dos vice-líderes. Com o resultado, seguem na 3ª colocação também na classificação acumulada do Dakar. 

 

“Foram 330 km de uma especial rápida, largamos atrás do líder e fomos a prova inteira duelando com ele (Chaleco Lopez). No finalzinho nós conseguimos passar, mas em meio a poeira demos um salto e acertamos uma árvore, um arbusto gigante que amassou a frente do carro. Nós voltamos para o ritmo, acabamos nos perdendo juntos no último waypoint, em função de estarmos muito rápidos nesse final, e terminamos o dia em . O deslocamento também foi bem cansativo, foram 250 quilômetros no início e mais 250 quilômetros no final. Amanhã já teremos mais dificuldade com 450 km de especial, tem tudo para ser um dia puxado”, diz Gugelmin. 

 

A dupla chilena Francisco “Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre da South Racing Can-Am lutou até o final para chegar à frente de Jones e Gugelmin, fechando apenas 1seg atrás dos adversários. Apesar disso, os chilenos seguem na liderança da geral com o tempo acumulado de 16h38min57seg.  

 

“Foi um dia bem rápido, onde fomos bem constantes, não tivemos nenhum pneu furado hoje em especial, redobramos os cuidados porque havia muitas pedras. É importante para manter a liderança e quem sabe seguir assim até o final do Dakar”, diz Chaleco. 

 

O piloto campeão do Dakar em 2018, Reinaldo Varela e o navegador Maykel Justo estão na  colocação geral após terminarem a quarta etapa em 14º lugar. A dupla teve dois pneus furados no trecho especial desta quarta-feira. 

 

A caravana com mais de 300 veículos do Dakar sairá da capital Riad nesta quinta-feira até Burayda. O dia será composto por um trecho total de 625 km, sendo 419 km de especiais cronometradas. 

 

Confira a classificação preliminar na categoria UTV, do 4º dia de prova e o resultado geral acumulado do Dakar 2021: 

 

 Quarto dia – 06 de janeiro 

 1º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 – 3h16min57seg 

2º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS– 3h19min41seg 

3º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo – 3h19min45seg 

4º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Latrach Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo – 3h19min47seg 

5º) Sergei Kariakin (Rússia)/Anton Vlasiuk (Rússia), Can-Am Maverick X3 Turbo  3h 24min53seg  

6º) José Antonio Hinojo Lopez (Espanha)/Diego Ortega Gil Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 3h24min57seg 

7º) Saleh Alsaif (Arábia Saudita)/Oriol Vidal Montijano (Espanha), Can-Am Maverick X3T3PRO Turbo – 3h26min10seg 

8º) Marek Goczal (Polônia)/Rafal Marton (Polônia), Can-Am XRS Turbo – 3h26min32seg 

9º) Khalifa Al Attiyah (Qatar)/Paolo Ceci (Itália), Can-Am XRS Turbo – 3h29min46seg 

10º) Fernando Alvarez (Espanha)/Antonio Gimeno García (Espanha), Can-Am XRS Turbo – 3h30min20seg 

 

Resultado Acumulado após 4 etapas: 

 1º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Latrach Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo – 16h38min57seg 

2º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 – 16h42min15seg 

3º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo – 16h46min08seg 

4º) Sergei Kariakin (Rússia)/Anton Vlasiuk (Rússia), Can-Am Maverick X3 Turbo – 17h00min36seg 

5º) Saleh Alsaif (Arábia Saudita)/Oriol Vidal Montijano (Espanha), Can-Am Maverick X3T3PRO Turbo – 17h05min35seg 

6º) José Antonio Hinojo Lopez (Espanha)/Diego Ortega Gil (Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 17h08min35seg 

7º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS – 17h17min22seg 

8º) Reinaldo Varela (Brasil)/Maykel Justo (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo – 17h19min56seg 

9º) Santiago Navarro (Espanha)/Marc Sola Terradellas (Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo – 17h32min14seg 

10º) Gerard Farres (Espanha)/Armand Monleon (Espanha), Can-Am Maverick XRS Turbo – 18h04min00seg