Deni Nascimento foi o líder da terceira etapa do Rally dos Sertões 2021

Duas das duplas apoiadas pela Can-Am assumem as duas primeiras posições do rali                               

Foram mais 415,68Km entre Araripina (PE) e São Raimundo Nonato (PI), trecho considerado o mais completo da edição do Rally dos Sertões 2021. Nesta segunda-feira, 16 de agosto, os pilotos da categoria UTV puderam experimentar trechos sinuosos de média e baixa velocidade com muitas erosões e pedras. Teve leito de ferrovia, 10km de especial muito rápidos, travessias de rios secos e erosões, além de estradas menores. E uma curiosidade: Nonato significa “não nascido” em latim. Desde a Idade Média quando a criança nascia de cesariana recebia esse adendo ao nome, caso de São Raimundo.

Os primeiros a chegar em São Raimundo Nonato, onde está localizada a Serra da Capivara, um dos patrimônios da UNESCO, foram Deni Nascimento e o navegador Idali Bosse, com tempo de 3h07min42: “Entramos no estado do Piauí, numa área de caatinga com longas retas de areia e pilotagem muito confortável. O desafio mesmo foi controlar as temperaturas porque essa configuração acaba aquecendo todo o carro. Mas nosso Maverick X3 se saiu maravilhosamente bem, depois de dois dias de perrengues”, salientou o piloto.

Cheio de curiosidades, o percurso de hoje, que abriga também o maior e mais antigo sítio pré-histórico das Américas, com pinturas rupestres com até 50 mil anos, também reservou surpresas para a “Família da Poeira”. A dupla Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, que terminou o dia em terceiro, assumiu a liderança na categoria mais competitiva, a de UTVs, superando o patriarca, Reinaldo Varela e seu navegador Gunnar Dums, que lideravam a classificação geral desde o primeiro dia. “Nós viemos mantendo o mesmo ritmo desde o primeiro dia. Mas sempre com cautela porque uma quebra pode colocar tudo a perder”, avaliou Rodrigo.

Já Reinaldo enfrentou problemas e ficou parado durante dez minutos para a troca de uma peça. “Meu filho Gabriel, que vinha atrás, parou e me ofereceu a peça do carro dele para que pudéssemos continuar. Isso é que é espírito de equipe. E um filho de ouro”, elogiou o tricampeão mundial. Gabriel Varela e Filipe Bianchini conseguiram terminar a especial do dia, pois foram socorridos pelo carro de apoio da equipe Can-Am Monster.

Deninho Casarini e Ivo Mayer levaram o Maverick X3 ao sexto posto na prova de hoje, o que garantiu o segundo lugar na classificação geral. Com isso, duas das duplas apoiadas pela Can-Am assumem as duas primeiras posições do rali.

Nelsinho Piquet também comemorou do dia sem incidentes: “No começo fui cauteloso para não furar os pneus nas pedras e deu certo. No final tinha bastante trecho com retas e preferi manter a temperatura da correia baixa. De qualquer forma, acho que poderia ter forçado um pouco mais nas retas. Mas como tudo tem seu preço, esse cuidado que estou tendo está ajudando a não perder tempo parado. Estamos na briga”.

Amanhã, terça-feira, o roteiro do Rally dos Sertões faz um “laço”: larga e retorna de São Raimundo Nonato, no Piauí, percorrendo 306km de especial.

 

Resultados extraoficiais – etapa 3 (Geral)

1 – Deni Nascimento/Idali Bosse, 3h07min42s

2 – Tomas Luza/Ana Paula Franciosi, a 2min02s6

3 – Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro, a 2min34s8

4 – Fabio Pirondi/Marcelo Ritter, a 3min07s8

5 – Gustavo Zanforlin/André Munhoz, a 3min40s4

6 – Denísio Casarini/Ivo Mayer, a 5min11s2

7 – Rodrigo Luppi/Maykel Justo, a 5min30s6

8 – Aristides Mafra/Breno Rezende, a 5min31s8

9 – João Valentim/Henrique Correia, a 5min52s7

10 – Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo, a 6min19s1

Resultados extraoficiais – etapa 3 (Acumulado)

  1. Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro – Can-Am – 10:53:20
  2. Denísio Casarini/Ivo Mayer – Can-Am – +01:16min
  3. Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo – Can-Am – + 02:27min
  4. André Hort/Matheus Mazzei – Can-Am – + 03:21min
  5. Aristides Mafra/Breno Rezende – Can-Am – + 04:33min
  6. Rodrigo Luppi/Maykel Justo – Can-Am – + 05:10min
  7. João Monteiro/Victor Hugo Melo – Can-Am – + 05:53min
  8. John Monteath/Paulo Medina – Can-Am – + 06:39min
  9. Cristian Domecg/João Luis Stal – Can-Am – + 07:35min
  10. Wilker Campos/Lauro Sobreira – Can-Am – + 08:46min
Deni Nascimento e Idali Bosse: vencedores da terceira etapa.
Rodrigo Varela/Filipe Palmeiro
Reinaldo Varela/Gunnas Dums
Nelsinho Piquet/Flávio França

Sobre a BRP

Somos um líder global no mundo de veículos de esportes motorizados, sistemas de propulsão e embarcações construídos em mais de 75 anos de engenhosidade e foco intenso no consumidor. Nosso portfólio de líderes da indústria e produtos distintos incluem motos de neve Ski-Doo e Lynx, motos aquáticas Sea-Doo, veículos Can-Am on e off-road, embarcações Alumacraft, Manitou, Quintrex e sistemas de propulsão marítima Rotax bem como motores Rotax para karts e aeronaves recreativas. Completamos nossas linhas de produtos com um negócio dedicado de peças, acessórios e vestuário para aprimorar totalmente a experiência de pilotagem.

Com vendas anuais de CA $ 6,0 bilhões em mais de 130 países, nossa força de trabalho global é composta por mais de 14.500 pessoas motivadas e habilidosas.

 

Carbono.AG Agência de Comunicação

Assessoria de Imprensa BRP Brasil

Christian Marxen e Erica Munhoz

Telefone: (11) 5542-4599
E-mail: atendimento2@carbono.ag