Entre os UTVs, definição do Dakar fica ainda mais acirrada entre as duplas Can-Am

Jones e o brasileiro Gugelmin apertam o ritmo e colam nos líderes faltando duas etapas para o fim 

Chaleco Lopez e JP Vinagre perdem tempo na etapa mas seguem na liderança dos UTVs  

Russos vencem 10ª etapa do Dakar, e competidores se preparam para o penúltimo dia de rali nesta quinta-feira 

 

Na reta final, o principal rally do planeta teve sua 10ª etapa marcada por muito equilíbrio nesta quarta-feira, na Arábia Saudita. Na categoria dos UTVs, o campeão do Rally Dakar 2021 segue indefinido, com os cinco primeiros colocados no dia separados por menos de dois minutos.  

 

A especial desta quarta-feira teve mais de 3 horas e meia de duração e a vitória foi dos russos Sergei Kariakin e Anton Vlasiuk, seguidos pelo norte-americano Austin Jones e o brasileiro Gustavo Gugelmin, que seguem firmes na briga pelo título com a equipe Monster Energy Can-Am. 

 

Além de sustentar a  colocação na etapa, Jones e Gugelmin conseguiram descontar 2 minutos e 2 segundos do tempo dos líderes na geral da categoria, os chilenos Francisco “Chaleco” Lopez e Juan Pablo Vinagre, da South Racing Can-Amque ficaram com a 6ª colocação no dia. A diferença entre os dois melhores UTVs no acumulado é de apenas 10min13seg – bem pequena se considerar que a soma total até aqui já ultrapassa as 45 horas de competição. 

 

Hoje também não foi um dia fácil. Muitas pedras, navegação minuciosaPassamos pela indefinição para saber se tínhamos vencido. A dupla vencedora de hoje poderá ter algum acréscimo de tempo, estamos esperando pelas atualizações ainda. Recuperamos dois minutos, amanhã será um dia longo, complicado. Hoje passamos ilesos, mas fomos atrapalhados pela poeira, mas mesmo assim foi um dia bom em termos de resultadoSempre passando alguns sustos, mas deu tudo certo. Esse Dakar está sendo de especiais bem duras e navegação bem difícil”, disse Gugelmin. 

 

Reinaldo Varela e Maykel Justo, que aceleram outro Maverick X3 pela Monster Energy Can-Am, fecharam a antepenúltima etapa do Dakar na  colocação, apenas 3min48seg atrás dos líderes. Com esse resultado a dupla se mantém no top-5 no tempo acumulado de prova. 

 

“Foi uma especial normal de Dakar, com bastante pedras, mas largamos um pouco atrás. Um caminhão nos passou e pegamos muita poeira também de carros e UTVs que não deixavam a gente passar. Fomos bem e muito cuidadosos. Em trechos que não enxergávamos muito nós não arriscamos nada para não pegarmos grandes pedras. Vamos deixar o UTV em ordem neste final. Não temos nada para fazer nele, apenas trocar os pneus”, diz Varela, campeão do Dakar em 2018 também com Can-Am.  

 

Seu navegador, Maykel Justo, explica o desafio deste penúltimo dia de competição. “Amanhã teremos a segunda especial mais longa do rally, mesmo com alguns trechos cortados por conta da chuva. Caso contrário, seriam mais de 500 km só de especial”, diz Maykel. 

 

Outra dupla da equipe Monster Energy Can-Am que segue na briga pelas primeiras posições é a dos poloneses Aron Domzala e Maciej Marton. Eles estão em  na classificação geral, com 42min41seg de diferença para o primeiro colocado, ainda com chances de título 

 

A penúltima etapa do Dakar será disputada nesta quinta-feira, com os competidores saindo de AlUla até Yanbu. A final do rali será nesta sexta-feira, com chegada em Jeddah. 

 

Confira a classificação preliminar na categoria UTV, do 10º dia de prova e o resultado geral acumulado do Dakar 2021: 

 10º dia – 13 de janeiro: 

 1º) Sergei Kariakin (Rússia)/Anton Vlasiuk (Rússia), Can-Am Maverick X3 Turbo / 3h31min17seg 

 2º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo / + 0min29seg 

 3º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS / + 1min10seg 

 4º) Khalifa Al Attiyah (Qatar)/Paolo Ceci (Itália), Can-Am XRS Turbo / + 1min41seg  

 5º) Gerard Farres (Espanha)/Armand Monleon (Espanha), Can-Am Maverick XRS Turbo / + 1min56seg  

 6º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo / + 2min41seg 

 7º) Reinaldo Varela (Brasil)/Maykel Justo (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo / + 3min48seg 

 8º) Marek Goczal (Polônia)/Rafal Marton (Polônia), Can-Am XRS Turbo / + 6min30seg 

 9º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 / + 7min19seg  

 10) Jeremie Warnia (França)/ S. Griener (Reino Unido) CST / Polaris – + 10min36seg 

 

Resultado Acumulado após 10 etapas: 

 1º) Francisco “Chaleco” Lopez (Chile)/Juan Pablo Vinagre (Chile), Can-Am Maverick XRS Turbo – 45h39min18seg 

 2º) Austin Jones (EUA)/Gustavo Gugelmin (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo / +10min13seg 

 3º) Aron Domzala (Polônia)/Maciej Marton (Polônia), Can-Am Maverick X3 / + 142min41seg 

 4º) Michal Goczal (Polônia)/ Szymon Gospodarczyk(Polônia), Can-Am Maverick XRS / + 1h01min59seg 

 5º) Reinaldo Varela (Brasil)/Maykel Justo (Brasil), Can-Am Maverick XRS Turbo / + 1h24min47seg 

 6º) José Antonio Hinojo Lopez (Espanha)/Diego Ortega Gil (Espanha), Can-Am Maverick X3 Turbo / + 2h32min42seg 

 7º) Kees Koolen (Holanda) /Jurgen Van Den Goorbergh (Holanda), Can-Am XRS Turbo – +3h41min36seg 

 8º) Saleh Alsaif (Arábia Saudita)/Oriol Vidal Montijano (Espanha), Can-Am Maverick X3T3PRO Turbo / +4h00min02seg 

9º) Marek Goczal (Polônia)/Rafal Marton (Polônia), Can-Am XRS Turbo / + 4h10min09seg 

10º) Khalifa Al Attiyah (Qatar)/Paolo Ceci (Itália), Can-Am XRS Turbo / + 4h27min19seg